PELO MUNDO

Corrente de vida

Não é apenas no Brasil que a crise hídrica tem demonstrado nossa fragilidade. A preocupação com a água gera discussão na família, alerta em hospedarias, determina horários de banhos e se mostra um artigo que está se tornando raridade. Assim, podemos dizer ao ler o relato de Maria Letícia, jovem professora de psicologia, nascida em Limeira, curiosa e andarilha pelo mundo, nos contando um pouco de sua passagem por 4 países, às vezes como missionária e outras como turista. Leia a seguir:

Edição 165 - Fevereiro 2015

Galope a beira mar: Maria Letícia a beira do Mar da Galileia
Andarilha curiosa que sou, sigo em minhas "férias borboleteando pelo mundo" e meu primeiro contato que tive com uma preocupação com o reservatório de água, foi há quinze anos atrás quando estava na Grécia com meu irmão Guilherme, onde viajando em um porão de navio, conhecemos um jovem grego e fomos hospedados na casa de sua família. Ao vê-lo discutindo com sua mãe, logo imaginámos tratar-se de nossa estadia na casa, e me chocou ao saber que não era a nossa presença propriamente dita, mas devido ao fato de por eu e meu irmão termos nos banhado não haveria mais água na casa naquele dia, nem mesmo para cozinhar.

História de vida
Ano retrasado estive em Jerusalém e o alerta no hostel era de que o banho estava permitido no decorrer de 4 minutos. Estive a pensar se seria tempo suficiente ou seria pega desprevenida com a bucha na mão e xampu nas orelhas? Foi quando percebi, que na realidade, sobrava-se tempo quando o foco era se lavar.
autorizada a reprodução desde que citada a fonte: Jornal Pires Rural - Limeira - www.dospires.com.br
Queridos hospedes, Pedimos-lhe para tomar banho brevemente porque a escassez de água em Israel está se tornando cada vez mais aguda. Lembre-se que estamos em um período de seca severa e pedimos para limitar os banhos em 4 minutos, de acordo com os pedidos do governo para a conservação da água. A situação é grave. Obrigado por sua cooperação

Em minha passagem por Cuba, a senhora que me hospedou, assim que me chamou para banhar, não permitiu que eu fosse escolher a roupa da troca, pois se eu fosse até a mala, a água da caixa não me esperaria.

Em janeiro desse ano estive no Haiti e a recomendação foi de que não usássemos água local nem para escovar os dentes. Autorizada a reprodução desde que citada a fonte: Jornal Pires Rural - Limeira - www.dospires.com.br
O banho no Mar Morto é permitido no máximo 10 min. pois acima disso o sal começa a penetrar na pele!

Quatro países extremamente diferentes, vivendo a mesma urgência de preservação da fonte de água viva, ora rara, em falta ou imprópria. É extremamente visível a preocupação mundial com a necessidade de água tratada e o quanto ela é mais escassa do que aparentemente cremos, ou queremos crer.Autorizada a reprodução desde que citada a fonte: Jornal Pires Rural - Limeira - www.dospires.com.br
É Haiti, Cuba, Grécia, Itália, Jerusalém... É extremamente visível a preocupação mundial com a necessidade de água tratada.
Agora chegou a nossa vez Brasil, e os nossos rios não nos salvarão de saborear a sequidão de uma nação, se a consciência não der um basta na onipotência adolescente de que "comigo nada ocorre". Se não agirmos em economizar água hoje, teremos que economizar vidas amanhã.

Água cristalina é a artéria aorta do nosso planeta e consequentemente a nossa. Sábios são aqueles que cuidam da corrente de vida que gera vida em nossas vidas.

Maria Letícia MC Oliveira
Professora de Psicologia na Faculdade de Rolim de Moura - Rondônia Autorizada a reprodução desde que citada a fonte: Jornal Pires Rural - Limeira - www.dospires.com.br
© 2013 - Jornal Pires Rural